domingo, 29 de março de 2015

O SEGREDO DOS SEUS OLHOS - 2009

El secreto de sus ojos, 2009
Legendado, Juan José Campanella

Formato: AVI
Aúdio: espanhol 
Legendas: Pt-Br
Duração: 129 minutos
Tamanho: 1,36 Gb
Servidor: 1Fichier (Parte única)


DOWNLOAD


SINOPSE
Após trabalhar a vida toda num Tribunal Penal, Benjamín Espósito se aposenta. Seu tempo livre o permite realizar um sonho longamente postergado: escrever um romance baseado num acontecimento que vivera anos antes. Em 1974, foi encarregado de investigar um violento assassinato. A Argentina entrava num ciclo de extrema violência política e a investigação colocou em risco sua vida. Ao escavar velhos traumas, Benjamín confronta o intenso romance que teve com sua antiga chefe, assim como decisões e equívocos passados. Com o tempo, as memórias terminam por transformar novamente sua vida.

Fonte: Filmow
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 8.3


Screenshots


quarta-feira, 25 de março de 2015

ADELHEID - 1969

 Adelheid, 1969
Legendado, Frantisek Vlácil

Formato: mkv
Aúdio: tchecho/alemão
Legendas: Pt-Br
Duração: 99 minutos
Tamanho: 1,35 Gb
Servidor: 1Fichier (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
No rescaldo da II Guerra Mundial, um soldado tcheco retorna para casa após prestar serviço para a RAF britânica e assume o comando de uma antiga mansão, propriedade de uma família alemã. Lá ele conhece a bela Adelheid, a filha do ex-proprietário, que viveu na mansão, mas agora é a empregada doméstica. O soldado se apaixona por Adelheid, mas a tensão persistente, o rancor remanescente e os conflitos políticos atravessam o caminho da sua felicidade.

Fonte: Filmow
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.5

Screenshots


domingo, 22 de março de 2015

ÁRIDO MOVIE - 2005

Árido movie, 2005
Legendado, Lírio Ferreira 

Formato: AVI
Aúdio: português
Duração: 100 minutos
Tamanho: 698 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Jonas (Guilherme Weber) é o repórter do tempo de uma grande rede de TV, que mora em São Paulo mas está rumo à sua cidade-natal, localizada no interior do nordeste. O motivo é a morte de seu pai (Paulo César Pereio), com quem teve pouquíssimo contato e que foi assassinado inesperadamente. Jonas enfrenta problemas para chegar à cidade, até que recebe carona de Soledad (Giulia Gam), uma videomaker que está fazendo um documentário sobre a água no sertão. Ao chegar ele encontra uma parte da família a qual não conhecia até então, que lhe cobra que se vingue da morte do pai.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 6.7

Screenshots

sábado, 21 de março de 2015

BATALHA NO CÉU - 2005

Batalla en el cielo, 2005
Legendado, Carlos Reygadas

Formato: AVI
Aúdio: espanhol
Legendas: Pt-Br
Duração: 98 minutos
Tamanho: 698 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Marcos, motorista particular de um general, e sua mulher seqüestram uma criança para obter dinheiro. Porém, acidentalmente, a criança morre. Num nível social completamente diferente, Ana, a jovem filha do general, se prostitui por diversão. Com peso na consciência, Marcos acaba confessando seu crime para Ana, com quem desenvolve uma relação, que também terminará de forma violenta. A tradicional peregrinação à Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, que atrai milhares de fiéis, torna-se uma oportunidade de fuga e expiação de culpas.

Fonte: Filmow
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 5.7

Screenshots

sexta-feira, 20 de março de 2015

CRÔNICA DE UM VERÃO - 1960

Chronique d'une ete, 1960
Legendado, Edgar Morin e Jean Rouch 

Formato: AVI
Aúdio: francês
Legendas: Pt-Br
Duração: 85 minutos
Tamanho: 778 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Durante o verão de 1960, o sociólogo Edgar Morin e Jean Rouch pesquisam sobre a vida cotidiana dos jovens parisienses para tentar compreender sua concepção de felicidade. Durante alguns meses este filme-ensaio segue, ao mesmo tempo, tal enquete e também a evolução dos protagonistas principais. Ao redor da questão inicial "Como você vive ? Você é feliz ?" Rapidamente aparecem problemáticas essenciais como a política, o desespero, o tédio, a solidão… Finalmente, o grupo interrogado durante a enquete se reúne em torno da primeira projeção do filme acabado, para discuti-lo, aceitá-lo ou rejeitá-lo. Com isso, os dois autores se encontram diante da experiência cruel, mas apaixonante, do "cinéma-vérité", ou seja, do cinema-verdade.

Fonte: Filmow
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.5



ANÁLISE

Reflexo e invenção de seu próprio tempo

Uma das mulheres que interage com a câmera, ao final deCrônica de um Verão, verbaliza a problematização do filme: "Só somos verdadeiros quando estamos sozinhos e à beira da histeria". A citação é de lembrança, de uma única visão do filme, mas o sentido é aproximado. Talvez essas palavras exagerem um pouco, pois limitam o conceito de verdade a um ideal metafísico de um "eu essencial", mas, em linhas gerais, estão em sintonia com a proposta de Jean Rouch e Edgar Morin. A mulher em questão está reagindo, nesse momento citado, à sua própria imagem no filme. Fala depois de exibição promovida pelos diretores a seus entrevistados. Uns criticam a "interpretação" dos outros e acusam-se de estarem falsos no filme. A colocação da mulher citada aqui assume a auto-encenação para a câmera. A palavra chave de sua afirmação, porém, não é sozinho e sim a outra expressão, "à beira da histeria". Há na citação do estar quase histérico a constatação de que, ao contrário da suposição generalizada, a solidão em si não inibe a (auto)encenação. É preciso estar sem consciência de si mesmo. Essa é também uma retórica intuitivamente incumbida de constatar que, se sozinho o ser humano já encena para si mesmo um personagem, diante de uma câmera não há nada além de interpretação. Com o olhar de alguém sobre si, com a consciência da exposição pública da própria imagem, não há como não vestir um personagem. Não teríamos mais um número para a câmera nos momentos finais, compostos da própria (auto)crítica de Rouch e Morin? Um problematiza todos os conflitos não resolvidos no filme e no método de realização, o outro celebra esses conflitos como mobilizadores de uma continuidade do processo Morin afirma na frase final: "Estamos aqui para ter problemas". Sucinto. Encenações são pura problematização da imagem.

                                                 Edgar Morin e Jean Rouch

Nesse sentido, o cinema-verdade, oficialmente fundado por Rouch e Morin, estão em fina sintonia, na verdade muito ampla, com o cinema moderno. Temos nos dois casos uma disjunção dos elementos narrativos, a inserção de ruídos na produção de sentidos imediatos a partir da organização dos planos, o cinema se fazendo notar por meio da revelação do olho de quem dirige e, com essa articulação estilística, escancarando os artifícios ilusionistas para buscar outra forma de comunicação. O narrador onisciente é substituído pelo narrador em dúvida. No entanto, nesse paralelismo, em linhas gerais, há um paradoxo. Enquanto o cinema de ficção buscava a aproximação com a realidade, embora com outro estatuto, o cinema documental aproximava-se da ficção, mas sem querer organizar as atuações de seus atores, de modo a se extrair significações delas.

Continue lendo em Contracampo

Screenshots


quarta-feira, 18 de março de 2015

FORÇA MAIOR - 2014

Turist, 2014
Legendado, Rubens Östlund

Formato: mkv
Aúdio: sueco/inglês/francês/norueguês
Legendas: Pt-Br
Duração: 120 minutos
Tamanho: 900 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Uma família sueca passa as férias nos Alpes para esquiar. Eles ouvem um estrondo, que poderia ser um alerta de avalanche. Mas o pai não acredita na possibilidade de perigo. Enquanto comem, são surpreendidos pela avalanche. O pai reage com covardia, o que fará com que ele seja perseguido pelos seus erros até o fim de sua vida.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.5

Screenshots

terça-feira, 17 de março de 2015

INTRIGA INTERNACIONAL - 1959

North by Northwest, 1959
Legendado, Alfred Hitchcock


Formato: AVI
Aúdio: inglês
Legendas: Pt-Br
Duração: 136 minutos
Tamanho: 797 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
O publicitário Roger Tornhill (Cary Grant) é confundido com um agente secreto e acaba se envolvendo em uma perigosa trama de espionagem. Após ser acusado de assassinato, ele precisa lutar para provar sua inocência e, ao mesmo tempo, tenta escapar da polícia e de criminosos que estão a sua procura.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 8.4

Screenshots

segunda-feira, 16 de março de 2015

LAVOURA ARCAICA - 2001

Lavoura arcaica, 2001
Luiz Fernando Carvalho

Formato: AVI
Aúdio: português
Duração: 163 minutos
Tamanho: 700 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
André (Selton Mello) é um filho desgarrado, que saiu de casa devido à severa lei paterna e o sufocamento da ternura materna. Pedro (Leonardo Medeiros), seu irmão mais velho, recebe de sua mãe a missão de trazê-lo de volta ao lar. Cedendo aos apelos da mãe e de Pedro, André resolve voltar para a casa dos seus pais, mas irá quebrar definitivamente os alicerces da família ao se apaixonar por sua bela irmã Ana (Simone Spoladore).

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.7

Screenshots

domingo, 15 de março de 2015

OS PESCADORES DE ARAN - 1934

Man of Aran, 1934
Legendado, Robert J. Flaherty
Classificação: Excelente - 9.0

Formato: AVI
Aúdio: inglês
Legendas: Pt-Br
Duração: 76 minutos
Tamanho: 941 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
O aclamado e premiadíssimo diretor Robert J. Flaherty (Nanook do Norte), usou a formidável e moderna edição na montagem deste filme, para retratar o dia-a-dia de uma família de pescadores da Ilha Aran, localizada na costa oeste de Irlanda e cercada por um mar enfurecido com violentas tempestades. Com uma pequena equipe, Flaherty passou dois anos filmando e editando este comovente drama deste grupo familiar, que de forma heróica busca a sobrevivência em condições desfavoráveis, impostas por uma natureza furiosa. As imagens são deslumbrantes, demonstrando influências diretas da Escola Soviética dos mestres, Sergei Eisenstein e Aleksandr Dovjenko.

Fonte: Filmow
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.6



Screenshots

quinta-feira, 12 de março de 2015

MORTE EM VENEZA - 1971

Morte a Venezia, 1971
Legendado, Luchino Visconti 


Formato: AVI
Aúdio: inglês/italiano/polonês/francês
Legendas: Pt-Br
Duração: 130 minutos
Tamanho: 686 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Início do século XX. Gustav von Aschenbach (Dirk Bogarde) é um compositor austríaco que vai para Veneza buscando repouso, após um período de estresse artístico e pessoal. Porém ele não encontra a paz desejada, pois logo desenvolve uma paixão por um jovem, Tadzio (Björn Andrésen), que está em férias com sua família. Tadzio incorpora o ideal de beleza que von Aschenbach sempre imaginou e pensa em ir embora antes de cometer um ato impensado, mas sua bagagem foi para outra cidade, obrigando-o a permanecer ali. Além disto a cólera asiática começa a chegar em Veneza.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.6

Screenshots


terça-feira, 10 de março de 2015

MR. ARKADIN - 1955

Mr. Arkadin, 1955
Legendado, Orson Welles

Formato: AVI
Aúdio: inglês/alemão/francês/polonês
Legendas: Pt-Br
Duração: 93 minutos
Tamanho: 700 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Ecos de "Cidadão Kane" ressoaram através desta menos conhecida ainda que brilhante obra de Orson Welles ("A marca da Maldade", "A Dama de Shangai"). Escrito, Dirigido e estrelado por Welles, "Mr. Arkadin" é uma fábula sobre a inocência perdida. 
Reclamando de amnésia, o milionário Arkadin contrata o quase detetive Guy Von Straten para investigar seu passado. Quando a procura de Straten por todo mundo revela a sórdida origem da fortuna de Arkadin, testemunhas começam a morrer. O mistério soma-se as suspense junto à música de Paul Misraki. A direção é puro Welles, com ângulos de tirar o fôlego, e detalhes visuais impressionantes. A elite dos atores do cinema, incluindo Michael Redgrave, transformam pequenos papeis em grandes personagens, enquanto a bravura da interpretação de Welles leva a fábula á sua chocante conclusão. 

Fonte: 2001video
The Internet Movie Database: IMDBNOTA IMDB: 7.4

Screenshots


segunda-feira, 9 de março de 2015

NOVE RAINHAS - 2000

Nueve reinas, 2000
Legendado, Fabián Belinsky

Formato: AVI
Aúdio: espanhol
Legendas: Pt-Br
Duração: 114 minutos
Tamanho: 700 Mb
Servidor: Toutbox (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Marcos (Ricardo Darín) e Juan (Gastón Pauls) são dois picaretas que estão prestes a dar o golpe de suas vidas. Os dois se conhecem numa madrugada, após Juan tentar dar um golpe em um balconista, e resolvem se unir para participar de uma negociação milionária, envolvendo uma série de selos falsificados conhecidos como "Nove Rainhas". Um milionário espanhol está interessado em comprar a série, mas como deixará a cidade ao amanhecer o negócio precisa ser realizado imediatamente. Com isso, o veterano Marcos ensina a Juan os segredos do ofício e a cada passo que dão encontram novos ladrões e farsantes, sendo que não poderão confiar em ninguém, nem mesmo um no outro.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.9


ANÁLISE

Trata-se de uma história de malandros, antes de tudo. Nove Rainhas é um filme argentino, mas podia facilmente ser um filme brasileiro. É, acima de tudo, um filme latino americano porque o tema do "malandro" visto como o cara que conhece e aplica todos os truques possíveis para ganhar dinheiro é tão argentino como brasileiro, como cubano ou mexicano. No entanto, o tratamento que o diretor dá ao filme lembra o cinema hollywoodiano, em especial dos anos 50, onde as reviravoltas do roteiro muitíssimo bem amarrado conduziam a trama. O filme, inclusive, consegue reproduzir com enorme sucesso a tal invisibilidade narrativa do mais clássico cinema americano, onde a trama absorve de tal maneira o espectador que ele consegue esquecer que se trata de um filme, uma construção que ele está acompanhando. Nem a montagem, nem a fotografia, nem a direção fazem qualquer questão de chamar atenção para si, e conseguem isso, o que é um grande mérito do filme.

Fabián Belinsky

Trataria-se de fato de um exemplar bem sucedido de um certo cinema comercial sem perder de vista a cor local garantida pelo tema. Pouco mais a acrescentar. Digo trataria-se porque em apenas 10 minutos o filme consegue dar subsídios para muito mais. São os dez minutos finais, e como se trata de um filme cheio de reviravoltas na trama, desaconselha-se quem ainda não viu de ler estas linhas.

Primeiro, o filme dá uma rasteira que parece ser final, tanto nos espectadores quanto nos personagens. Esta rasteira é uma sacada de gênio porque, não só é plausível narrativamente, como possui os mais profundos subtextos. É quando os personagens após inúmeras idas e vindas, conseguem o pagamento que tanto buscaram e vão a um banco receber o dinheiro. Só que o banco quebrou naquela manhã, numa alta jogada entre governos e banqueiros, e os personagens que seguidamente estiveram em risco por aquele dinheiro, agora não possuem nada. A idéia é genial porque insinua algo sobre nossos países (e porque não dizer, sobre nossos cinemas): não importa de fato o drama de dois personagens pequenos, malandros de rua, e suas peripécias. Isso não é os Estados Unidos. Aqui, os verdadeiros malandros estão muito acima, no poder, brincando de jogos muito mais sérios. É como se conseguisse fechar a trama deles ao mesmo tempo que a ridicularizam, retiram toda sua importância possível. Tira o chão do espectador sem precisar lhe passar uma rasteira. Este final, se assim o fosse, elevaria o filme por si só a um patamar muito mais interessante. No entanto, a maior rasteira é a seguinte. Após insinuar tudo isso, o diretor joga fora com uma última reviravolta nos moldes do cinema clássico (tipo "ninguém é o que parece"), que parece tão mais redutora após esta cena do banco. A sensação que fica é um enorme "E daí??", porque além de completamente ilógica e desnecessária, esta sequência tem tudo do pior cinema de roteiro, o tal cinema espertinho, que o filme tanto parecia estar fugindo de ser. A decepção é tamanha, que zera a conta com a empolgação pela cena anterior. Negativo e positivo se anulam, e sobra a impressão anterior do filme: nem mais nem menos do que um exercício bem realizado de cinema narrativo, sem maiores implicações e incorrendo nos mesmos pecados.

Fonte: Contracampo

Screenshots

domingo, 8 de março de 2015

O CIDADÃO DO ANO - 2014

Kraftidioten, 2014
Legendado, Hans Petter Moland

Formato: AVI
Aúdio: norueguês/sueco/dinamarquês/inglês/sérvio/alemão
Legendas: Pt-Br
Duração: 116 minutos
Tamanho: 1,28 Gb
Servidor: 1Fichier (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
O filme conta a história de Nils (Stellan Skarsgard), um homem sério e trabalhador que vive numa inóspita região de montanhas da Noruega. Ele acaba de ser nomeado cidadão do ano por seus esforços, quando recebe a triste notícia de que seu filho morreu de overdose. Desconfiado da versão oficial da história, ele vai atrás dos verdadeiros responsáveis pela morte do filho e acaba se envolvendo com pessoas da máfia sérvia e norueguesa.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.4



Screenshots

sábado, 7 de março de 2015

O CONFORMISTA - 1970

Il conformista, 1970 
Legendado, Bernardo Bertolucci

Formato: AVI
Aúdio: italiano/francês/latim/chinês
Legendas: Pt-Br
Duração: 86 minutos
Tamanho: 1,35 Gb
Servidor: Mega (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Roma, 1938. Marcello (Jean-Louis Trintignant) é o mais novo funcionário de Mussollini e flerta com a bela Giulia (Stefania Sandrelli). Casados, os dois vão para Paris em lua de mel. Lá Marcello deve cumprir uma missão designada por seus chefes: eliminar um professor que fugiu da Itália assim que os fascistas assumiram o poder.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 8.1

Trailer

Screenshots

quinta-feira, 5 de março de 2015

O MUNDO DO SILÊNCIO - 1956

Le monde du silence, 1956
Legendado, Jacques-Yves Cousteau, Louis Malle

Formato: AVI
Aúdio: francês
Legendas: PT-Br
Duração: 86 minutos
Tamanho: 700 Mb
Servidor: Mega (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Do Mediterrâneo ao oceano Índico, passando pelo Mar Vermelho, o comandante Cousteau e a sua equipe fazem-nos descobrir, pela primeira vez em cores, as misteriosas belezas domundo submarino. Exploração de barcos naufragados, de jardins de corais, de bancos de cachalotes e de golfinhos, banhando-se no meio de tubarões, os mergulhadores da Calipso arrastam-nos até um universo espantoso em que a flora arborescente nunca floresce, mas onde a fauna reveste as cores mais maravilhosas das nossas flores terrestres. Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1956 e Oscar da melhor longa-metragem documental em 1957, "O Mundo do Silêncio", fruto da colaboração de Cousteau com Louis Malle, marcou para sempre o mundo do documentário com imagens submarinas excepcionais.


The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 7.4

Screenshots

terça-feira, 3 de março de 2015

RELATOS SELVAGENS - 2014

Relatos salvajes, 2014
Legendado, Damián Szifron


Formato: AVI
Aúdio: espanhol
Legendas: PT-Br
Duração: 122 minutos
Tamanho: 1,17 Gb
Servidor: Mega (Parte única)


DOWNLOAD
Parte única

SINOPSE
Diante de uma realidade crua e imprevisível, os personagens deste filme caminham sobre a linha tênue que separa a civilização da barbárie. Uma traição amorosa, o retorno do passado, uma tragédia ou mesmo a violência de um pequeno detalhe cotidiano são capazes de empurrar estes personagens para um lugar fora de controle.

Fonte: Adorocinema
The Internet Movie Database: IMDB - NOTA IMDB: 8.2


ANÁLISE

Enfim fui assistir Relatos Selvagens, filme de Damián Szifronque levou 3 milhões de espectadores aos cinemas da Argentina e se tornou assunto de três em cada três rodas de conversa por aqui. Tanto estardalhaço leva os espectadores tardios, como eu, a uma série de perguntas antes mesmo de entrar na sessão. A primeira, e mais óbvia, é se o filme é mesmo tudo isso. A segunda é o que une as seis histórias paralelas da comédia-drama. A terceira é por que um filme argentino tocou tanto em nós, brasileiros. As perguntas, para minha surpresa, foram mais fáceis de responder do que supunha.
Em primeiro lugar: sim, o filme é digno de todo estardalhaço. E as razões estão relacionadas justamente à segunda pergunta. É justamente o pano de fundo das seis narrativas que amarra histórias tão absurdas como verossímeis. Daí a identificação do público brasileiro, argentino, norueguês ou americano. Todos, de alguma forma, parecem se reconhecer nos personagens de episódios só aparentemente desconectados: a vítima do bullying que resolve se vingar dos algozes, a filha a tentar vingança contra a injustiça sofrida pelos pais, o motorista ofendido na estrada, a vítima da indústria da multa de trânsito, o garoto rico e superprotegido incapaz de lidar com os próprios atos, os noivos em pé de guerra.
Esse pano de fundo é um mundo à beira do colapso e da autodestruição. Nesse barril de pólvora, os personagens estão sempre diante de escolhas definitivas: desmontar a bomba ou mandar tudo para os ares; engolir ou vomitar; oferecer a outra face ou revidar. A escolha, de toda forma, é sempre do indivíduo. Que, diante da escolha de outros indivíduos, se distancia dos consensos e parte para a carnificina.
Continue lendo em Cartacapital
Screenshots